UFRB sedia Encontro Internacional em homenagem aos 150 anos da AIT


UFRB sedia Encontro Internacional em homenagem aos 150 anos da AIT


Evento tem programação conjunta com instituições de ensino de todo o País

A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) promove na quinta-feira, 30 de outubro, o Encontro Internacional em homenagem aos 150 anos da primeira Associação Internacional dos Trabalhadores (AIT). O evento acontece no auditório da Fundação Hansen Bahia, na cidade de Cachoeira, em paralelo com atividades de outras instituições de ensino do País. A programação na UFRB começa a partir das 14h com a exibição e debate dos documentários Surplus, do sueco Erik Gandini, e A Revolta do Buzu, do argentino radicado no Brasil, Carlos Pronzato. O debate será mediado pelo professor do curso de Comunicação da UFRB, Jorge Cardoso Filho.

A abertura oficial do Encontro ocorre às 15h30, com a presença de representantes da Reitoria, da direção do Centro de Artes, Humanidades e Letras (CAHL), do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais (PPGCS), do Grupo de Estudos e Pesquisas Marxistas e da Associação dos Professores Universitários do Recôncavo (APUR).

“Os desafios da AIT e da emancipação da classe trabalhadora” é o tema da mesa redonda que dá continuidade à programação do evento. Os palestrantes são: Brian Garvey, pesquisador associado da Universidade de Strathclyde, em Glasgow, na Escócia; Michel Ralle, professor do Departamento de Estudos Ibéricos e Latino-Americanos, da Universidade de Sorbonne - Paris IV, na França; e Valério Arcary, professor de História do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo. O coordenador da mesa é o professor Bruno Durães, da UFRB e membro da coordenação nacional do Encontro, e o debatedor é o professor Diogo Valença, também da UFRB.

O objetivo central do evento é discutir e estimular o conhecimento sobre a importância da AIT e de seu legado, no momento em que se comemora o seu 150º aniversário de fundação. A primeira organização internacional do movimento dos trabalhadores foi fundada em 28 de setembro de 1864, em uma reunião, em Londres. “Embora essa organização tenha durado apenas 13 anos, tornou-se um símbolo da luta dos trabalhadores e inspirou gerações em todo o mundo. O Encontro pretende pensar as lutas sociais do presente a partir da experiência e acontecimentos do passado, projetando um futuro economicamente menos desigual e mais justo”, disse Durães.

O ciclo de encontros ocorre em diversas universidades brasileiras entre os dias 29 de outubro e 03 de novembro, e é coordenado pelos professores Ricardo Antunes, da Unicamp, e Marcello Musto, da Universidade York, em Toronto, no Canadá. Além da UFRB, o evento será levado às seguintes universidades: USP, Unifesp, UFBA, UFRJ, UFF, UFRGS, UFRN, Unicamp e UFMG.

As inscrições para o evento na UFRB são gratuitas e podem ser feitas no site do Grupo de Estudos e Pesquisas Marxistas: www.ufrb.edu.br/gepm.

Mais informações no site do evento: www.ait150anos.wix.com/ait150anos.

FONTE:Assessoria de Comunicação Universidade Federal do
Curta o Emprego-youcan no Facebook Facebook Emprego You Can