25 dicas para o futuro empresário


25 dicas para o futuro empresário

1 - Qual é o seu negócio?
O Primeiro passo é definir em que área atuar. Faça uma autorreflexão sobre suas características pessoais e os tipos de tarefas que desenvolve com mais habilidade.

 2 - Amar o que se faz
Por mais lucrativa que a nova empreitada prometa ser, ninguém irá para frente sem paixão pela atividade.

 3 - Pesquisa de mercado
Antes de começar qualquer negócio, procure conhecer o ramo em que pretende investir. Analise a concorrência, faça cursos, vá a feiras, participe de seminários. Toda e qualquer informação vale a pena!

 4 - Bole um plano
Trace um plano de negócios para os primeiros 12 meses de operação. O plano é útil, mesmo para quem não está em busca de investidores. O ideal é abordar três pontos: auto avaliação, a razão de existir do negócio e a viabilidade financeira.

5 - Capital inicial
Planeje quanto irá gastar na abertura da empresa. Os valores variam de acordo com cada negócio. Ao calcular o tamanho do investimento inicial, considere o capital de risco e as despesas pessoais. Vai ser preciso apertar o cinto - tanto o seu quanto o da sua família.

 6 - Bom lugar
O bom lugar para a sua empresa estar é onde seu cliente fica. Serviços mais sofisticados não têm vez em endereços populares, e vice e versa.

7 - Sozinho ou acompanhado?

Vale a pena pensar se você está disposto a encarar o desafio sozinho. Além disso, ter um ou mais sócios pode ajudar na soma do dinheiro necessário para fazer o investimento inicial.

8 - Pergunta para a escolha

Para escolher o ponto do seu negócio pergunte: qual é o meu produto ou serviço? Quem é meu público-alvo? O negócio precisa de fluxo de pessoas ou é capaz de atrair o público sozinho? Depois de respondidas, vale fazer uma lista dos bairros e localidades e só assim escolher o melhor.

9 - Comprar ou alugar?

Mesmo com uma boa reserva financeira, a compra de um imóvel a princípio pode ser um gasto desnecessário. Além disso, o aluguel oferece mais flexibilidade se você depois quiser mudar para uma área maior ou menor.

10 - Crédito

Busque uma linha com taxas de juros fixas nas agências do governo e pesquise todas as opções dos bancos privados. No entanto, não vale a pena depender 100% de crédito para abrir o negócio. Recorra as suas economias, de parentes e amigos.

11 - Nome de registro

Evite nomes engraçados ou difíceis de serem pronunciados, expressões regionais ou gírias. Para saber se alguém já detém os direitos do uso do nome faça uma pesquisa em http://www.inpi.gov.br/.

12 - Como registrar?
É preciso elaborar um contrato social. Quando há um único proprietário, deve-se ir à junta comercial. O próximo passo é obter o CNPJ. A maratona prossegue com a solicitação do alvará de funcionamento.

13 - Olho nas licenças

Qualquer negócio precisa de autorização, geralmente de vários órgãos. Quanto mais complexa e perigosa a atividade mais exigências.

14 - Tributos

Existem três regimes de tributação: o Simples Nacional, o Lucro Presumido e o Lucro Real. Todas as empresas precisam escolher um dos três sistemas na Receita Federal.

15 - Mais tributos

Na área federal há quatro tipos de impostos que a empresa tem que pagar. São eles: Imposto de Renda (IR), Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL), Programa de Integração Social (PIS) e Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Confins).

16 - Funcionários

Para legalizar a situação de seus funcionários você tem que inscrever sua empresa em três instituições: INSS, Caixa Econômica Federal e nos sindicatos de acordo com a classe do negócio.

17 - Trabalho em equipe

Não se trata apenas de recrutar mão de obra. Dê preferência a quem tem experiência e especialidade no ramo, ou flexibilidade e disposição para aprender. Divulgue as vagas em grupos de internet, jornais e universidades, recorra a indicações de amigos e outros empresários.

18 - Contratação

Defina bem o perfil do profissional que você quer. Entre os currículos enviados, escolha os melhores candidatos, faça uma rápida entrevista por  telefone, cheque informações e agende uma entrevista pessoal com quem passou pela primeira peneira.

19 - Motivação

Existem várias maneiras de motivar seus funcionários, por exemplo, desenvolver um programa de remuneração variável atrelado ao desempenho.

20 - Terceiros

Terceirizar significa passar para outra empresa alguma atividade do seu negócio. Vale a pena pensar em terceirizar serviços de limpeza, manutenção de computadores e folha de pagamento.

21- Tecnologia sim!

Não dá para economizar demais se o negócio é dependente de tecnologia. Vale pensar nas alternativas que mais atendem ao seu negócio. Atualmente é fácil encontrar empresas que oferecem muitas opções a baixo custo.

22 - Internet

Todo empreendedor precisa de pelo menos um computador conectado à rede. Vale pensar na possibilidade de uma rede wi-fi (sem fio) que atenda a todas as máquinas.

23 - Endereço virtual

Para criar um site vale a pena buscar ferramentas nos grandes portais, que oferecem soluções semi prontas, ou em agências especializadas.

24 - Softwares de gestão

Programas de gestão registram vendas dão baixa no estoque e fazem fechamento de caixa, ou seja, facilitam a dinâmica do dia a dia do negócio.

25 - Aluguel de softwares

Existem empresas que disponibilizam pacotes de forma definitiva ou por aluguel.

FONTE:sebrae.com.br
Curta o Emprego-youcan no Facebook Facebook Emprego You Can