Os mitos sobre a carreira de Design Gráfico


Os mitos sobre a carreira de Design Gráfico

 

  1. 1.     Peculiaridades:

O designer gráfico pode atuar em diferentes áreas. Programação visual ou comunicação visual é apenas uma delas. Além disso, o profissional pode trabalhar com impressos, vídeos, web, ilustração digital, tratamento de imagens, direção de arte. É um profissional com uma área de atuação muito vasta, atuando desde agências de publicidade, escritórios de design, produtoras, até multinacionais de diversos segmentos.

 

  1. 2.     Remuneração acima da média:

Vai depender muito do currículo do profissional e do porte da empresa em que trabalha. Mas é um profissional bem remunerado, com salário base de R$ 2.000,00 em início de carreira. Designers experientes e com carreiras consolidadas normalmente ganham muito acima deste valor. Um Diretor de Arte, por exemplo, pode receber salários acima de R$ 15.000,00 em agências de propaganda ou empresas especializadas.  

 

  1. 3.     Habilidades específicas:

Não são imprescindíveis. O importante é ter e aprimorar o conhecimento técnico. Para se destacar no mercado, um bom designer gráfico precisa se diferenciar pela sua criatividade, ter senso estético apurado e dominar as principais ferramentas de produtividade da área, como Photoshop, Illustrator, InDesign e similares. 

  

  1. 4.     Formação superior X aptidão e conhecimento autodidata:

A formação superior é um diferencial, principalmente, para preparar os alunos nas áreas de marketing e projeto, permitindo o conhecimento necessário para abrir seus próprios escritórios e o alcance do sucesso no mercado de trabalho, não só pelo conhecimento técnico, mas também pelo entendimento do que esse mercado espera de um profissional dessa área. 

FONTE:http://www.ibmr.br/ Mateus Freire
Curta o Emprego-youcan no Facebook Facebook Emprego You Can